Início » Prazer Feminino » Como usar vibrador bullet? Um aliado na busca do prazer feminino!
como usar vibrador bullet

Desde sempre as mulheres que passam pela Prazerela nos pedem indicações sobre qual vibrador comprar, como escolher, qual o mais adequado para prazer feminino e principalmente… como usá-los!

Neste artigo vamos falar sobre o nosso acessório autoerótico preferido de todos os tempos: prepare-se para conhecer e aprender como usar o vibrador bullet! Uma pequena cápsula de formato parecido com um batom que é um verdadeiro aliado do prazer para as mulheres cisgênero e demais pessoas com vulva.

O seu primeiro vibrador não deveria ser um pintão

o primeiro vibrador

Não é incomum que muitas pessoas com vulva em sua primeira experiência com um vibrador tenham adquirido um pintão. Sabe aqueles enormes, com textura de pele, veiudo e grosso? Pois é.

Se esse é o seu caso, seja bem vinda ao universo das que foram enganadas pelas publicidades e pelas sex shops. Você não está sozinha!

Hoje em dia temos um modelo desses na Casa Prazerela, e sabe para que usamos ele? Para termos um bom exemplo de qual vibrador NÃO comprar.

Os vibradores no formato de pintão servem principalmente para repetirmos a lógica da penetração na vagina durante o nosso momento individual de prazer. Mas essa não é lá a melhor forma de autoestimulação para as pessoas com vulva.

Leia também: O que é vulva? É o mesmo que vagina? Entenda sua função e estrutura anatômica

Regiões de prazer das pessoas com vulva

A maior sensibilidade e prazer das pessoas com vulva encontra-se na área externa do genital, que é onde fica localizado o clitóris.

região de prazer das pessoas com vulva

Por isso é preferível que você escolha acessórios que priorizem o estímulo dessa região externa, e não da região interna da sua vagina.

O canal vaginal é uma parte do seu corpo biologicamente preparada para se dilatar até 10cm permitindo a possível passagem da cabeça de um bebê. Por essa razão, é uma região mais escassa em terminações nervosas e com isso tem menor sensibilidade que a região externa do seu genital: a vulva.

Quando falamos que um pintão não deveria ser a sua primeira alternativa de vibrador, não estamos declarando guerra contra o delicioso prazer da penetração.

Apenas sugerimos que ela não seja a protagonista do seu momento de autocuidado, já que ela não prioriza as regiões de maior sensibilidade do seu corpo.

Prazer clitoriano

Se você está começando a se estimular e a descobrir as suas regiões de prazer, pense que antes da descoberta do POSSÍVEL prazer da penetração deveria estar a descoberta do CERTEIRO prazer do seu clitóris.

prazer, clitóris

Quando a penetração vira nossa única referência de estímulo, e se torna a protagonista do nosso momento íntimo, estamos nos limitando a uma fonte muito escassa em prazer.

Como raramente compreendemos que o sexo e a autoestimulação podem ir muito além da penetração, não é nada incomum que a maioria das mulheres cisgênero e demais pessoas com vulva não conheçam e não saibam exatamente como usar um vibrador bullet. Que no caso não foi feito para penetração na vagina!

Leia também: O que é clitóris: entenda a estrutura e funcionalidade do órgão do prazer feminino

O que é um bom vibrador para pessoas com vulva?

o que é vulva

Se você é uma pessoa com vulva, portanto, saiba que sua região de maior sensibilidade encontra-se na área externa do seu genital. Por isso, o tamanho do acessório que você irá escolher será menos importante do que a potência da sua vibração, por exemplo.

Lembre-se que a ideia não é enfiar nada em lugar nenhum, mas sim buscar um acessório que seja prazeroso ao contato superficial com a sua pele e que seja bom para o estímulo do seu clitóris.

Por isso um bom vibrador será aquele que mais… vibra! Quanto maior a vibração, mais intensas serão as sensações geradas por ele.

educação sexual

Parece redundante ter que afirmar isso, mas frequentemente na aquisição de acessórios autoeróticos nós acabamos nos preocupando mais com a sua estética do que com a sua potência.

É por essa razão que indicamos o vibrador bullet para quem está começando uma autoexploratória do corpo, ou para quem já está a meio caminho andado nesse processo mas busca um vibrador que seja mais potente e eficiente.

Leia também: Terapia Orgástica: despertando prazeres inexplorados

O que é um vibrador bullet?

o que é vibrador bullet

O bullet é um vibrador do tipo cápsula, pequeno e discreto, do tamanho de um batom (alguns modelos um pouco maiores), que tem como objetivo principal o estímulo clitoriano.

Sua potência de vibração é muito intensa e impossível de ser reproduzida por um ser humano, seja com as mãos, com a boca e muito menos com um pênis.

Em geral, o vibrador bullet não ganha o destaque dos holofotes nem nas publicidades sobre gadgets sexuais, nem nas prateleiras das sex shops. É preferível destacar aqueles pintões de tamanhos proporcionais. Mas não cairemos mais nessa enganação a partir de agora, não é mesmo?

Ainda assim, é preciso estar atenta, porque mesmo entre bullets existem opções de má qualidade no mercado. Por isso, vamos falar sobre como usar o vibrador bullet trazendo também alguns critérios de avaliação para que você faça uma boa escolha.

Leia também: Masturbação Feminina: benefícios e como ter mais prazer com menos tabu

Como escolher um vibrador bullet?

como escolher vibrador bullet

O primeiro critério de seleção de um bom bullet, portanto, será a sua potência vibratória.

Potência vibratória

Pra nós, o melhor jeito de avaliar esse quesito é sentindo sua intensidade com a ponta dos dedos e a palma das mãos. Ou ainda apoiando ele ligado sobre uma superfície lisa e observando o quanto ele pula ao vibrar, como no vídeo abaixo sensacional do muso Cláudio Serva, fundador do Prazerele com a maravilhosa Jout Jout.

Funcionalidades

Outro aspecto que geralmente ganha destaque nas embalagens dos vibradores bullet é a quantidade de funções, frequências, velocidades, padrões ou modos vibracionais. Todos eles são sinônimos, mas em cada embalagem virá escrito de uma forma diferente.

Modelos liga e desliga

Alguns bullets serão do tipo liga e desliga. Ou seja, terão apenas um modo vibracional, com uma única intensidade de vibração.

São geralmente mais baratos e uma boa alternativa para quem está começando a conhecer os bullets e não deseja investir muito de partida. Mas é preciso avaliar se essa única vibração é suficiente pra você.

modelo liga e desliga

Modelos com variação de velocidade

Já outros terão mais opções e geralmente terão escrito na sua embalagem algo do tipo: 3 velocidades e 7 modos vibracionais, 10 funções, 15 frequências, e por aí vai.

Mas não se deixe enganar com toda essa quantidade. A maioria das funcionalidades alterna entre vibrações contínuas e vibrações intermitentes variadas.

Vibrações contínuas

As vibrações contínuas são as que nós mais gostamos, são aquelas que fazem um “bzzzzzzzz” sem pausa.

Preferimos as vibrações desse tipo porque ao entrarem em contato com o clitóris elas fornecem um abastecimento contínuo de estímulo. Na terapia orgástica isso é muito positivo para um acúmulo progressivo de carga orgástica no corpo, levando a orgasmos mais intensos.

vibrações contínuas

Vibrações intermitentes

Já as vibrações intermitentes são aquelas que tem pausas no meio e que a tremedeira do bullet vai variando em um curto intervalo de tempo.

Com isso, acabam sendo vibrações que te dão menor controle sobre o estímulo. E nós temos uma opinião particular de que essas variações confundem um pouco o nosso corpo e atrapalham no processo de acúmulo progressivo de carga orgástica.

Os estímulos intermitentes podem parecer muito sedutores quando você está avaliando o vibrador nas mãos. Mas no clitóris, pense que ele vibra vibra e para, aí vibra vibra vibra vibra e para de novo. Pode acontecer dele parar numa hora que tá muito gostoso e mais atrapalhar do que ajudar, entende?

vibrações intermitentes

Mas de novo… essa é nossa opinião particular com o desenvolvimento do trabalho de terapia orgástica para mulheres na Prazerela. No entanto o prazer é algo muito íntimo e particular para cada pessoa, então não tome isso como verdade para você sem antes experimentar as possibilidades, tá bem?

Mas se você está com muita dúvida, ao avaliar um vibrador bullet com muitas frequências de vibração procure priorizar aqueles que possuem duas ou mais vibrações contínuas potentes.

Formato e material do bullet

O formato da pontinha do bullet também é um fator interessantes de avaliar. Ao se estimular com o bullet, é a ponta que estará em contato com a superfície da sua pele e com o seu clitóris.

formato e material do bullet

Alguns vibradores bullet terão a ponta angular ou pontuda. Com isso vão te oferecer maior precisão e um ponto de contato mais direto com o clitóris. Outros terão a ponta mais achatadas e arredondada e com isso uma área de contato ligeiramente maior.

Há ainda o material de que é feito o bullet. Alguns terão a superfície mais lisa e plástica e outros mais emborrachada e macia, que são os que preferimos.

Resistência do bullet

E por fim, mas não menos importante, existem as opções de bullets a pilha, a bateria recarregável, com fio, sem fio, com wi-fi e até mesmo a prova d’água. Quanto mais resistente, mais caro, mas potencialmente mais durável também. Será preciso avaliar aquele que cabe dentro das suas possibilidades.

resistência do bullet

Mas note que um bullet a prova d’água, por exemplo, não só te permite aventuras debaixo do chuveiro como também uma melhor higienização com água e sabão. Outros só poderão ser higienizados com um paninho com álcool, por exemplo, e ainda com cuidado para não molhar internamente.

Leia também: Orgasmos múltiplos feminino: O que são? Qual é a sensação?

Como usar vibrador bullet?

Idealmente, não fazemos o estímulo com o bullet diretamente na glande clitoriana, porque como a vibração é muito intensa e nosso clitóris sensível, isso pode gerar agonia e acabar até machucando.

Nossa sugestão é que você aproxime o bullet pela lateral, encostando no pescocinho do seu clitóris. É possível que você perceba ainda que tem muito mais sensibilidade de um lado do que do outro, então autoexploratória será fundamental para entender o que funciona melhor para você.

como usar vibrador bullet

Mais do que ficar esfregando o bullet de um lado pro outro, nossa sugestão é que você posicione ele na lateral do seu clitóris e deixe ele lá paradinho por alguns minutos e aguarde a mágica.

Se nada acontecer, mude o ponto de contato e deixe mais alguns minutos. Vá se experimentando, mas sem friccionar demais para não se machucar.

Vale ressaltar que um vibrador nunca será capaz de substituir o sexo com um ser humano de verdade, nunca dará conta de nos suprir de calor humano, contato físico, hormônios e afetos.

Ele é um acessório aliado do seu prazer e que pode ser usado junto com a sua parceria para incrementar ainda mais o prazer do momento íntimo de vocês.

Leia também: Zonas erógenas do corpo feminino: explore todas as suas possibilidades

Conclusão

mulher sorrindo

Neste artigo te demos algumas sugestões sobre como usar vibrador bullet e quais critérios de seleção utilizar para a escolha de um bom modelo. Mas as possibilidades de autoexploratória sensorial da vulva são muitas, então é importante que você não se limite apenas às sugestões que aqui foram dadas e se experimente para descobrir aquilo que mais funciona para o seu prazer.

Na Casa Prazerela temos uma lojinha com muitas seleções de produtos dedicados ao prazer feminino, entre eles, testamos uma grande variedade de bullets e vibradores, e selecionamos aqueles que julgamos serem os melhores para o seu momento de prazer.

Entre em contato conosco para saber um pouco mais e agendar uma visita.

E se você deseja saber ainda mais sobre autoestimulação e vibradores, não deixe de conhecer as nossas Aulas Temáticas de Sexualidade Positiva e descubra como ampliar ainda mais o seu repertório de prazer na intimidade e na vida.

Que tal continuar a leitura?

comentários

Seja a primeira a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.