Não há ciência exata que garanta uma única resposta para essa pergunta. Imagine um caminho que você percorre pela primeira vez. Ele exige atenção a cada bifurcação e ponto de referência para te levar até o destino, certo? Agora imagine percorrer o mesmo caminho pela centésima vez. Você precisa daquela mesma atenção a cada passo para conseguir chegar ao destino? Por se tornar um caminho conhecido, você pode agora perder seus olhos na paisagem, seus ouvidos na melodia, sua atenção nos cheiros, sabores, texturas, sua mente numa boa conversa, não é verdade?

A terapia orgástica é como conhecer a si mesma, através da inteligência do seu próprio corpo, descobrindo os caminhos de acesso à sua potência ao ampliar o seu repertório sensorial. Nossas terapeutas fazem o papel de facilitadoras nesse seu processo que é tão único e individual, criando um ambiente estimulante e te conduzindo pela experimentação corporal. Uma vez que estes caminhos se tornam mais familiares, acessar a sua potência vai se tornando algo cada vez mais natural. Isso reverberar inclusive para outras áreas da sua vida que vão além da sexualidade, pois as mulheres que frequentam o nosso espaço relatam desenvolver um poder de ação e autonomia em suas vidas a partir desta reconexão com o corpo.

O nosso processo de desenvolvimento terapêutico é dedicado a todas as mulheres que desejam ampliar a consciência corporal e acessar a sua potência orgástica, independente de apresentarem qualquer problema ou dificuldade com relação à sexualidade. No entanto destacamos que traumas e dificuldades são temas frequentemente trazidos e cuidados com muita amorosidade em nossas sessões, tais como:

  • Ausência de sensibilidade, desejo e prazer
  • Anorgasmia e dificuldades para chegar ao orgasmo
  • Bloqueios sexuais e emocionais
  • Vaginismo
  • Diversas formas de violência contra a mulher
  • Dificuldade na relação com o próprio corpo e autoestima
  • Situações de aborto, perdas e traumas
  • Ansiedade, estresse e depressão